3.06.- CHICA DA SILVA

Artista Plástica

3.06.- CHICA DA SILVA

28 de dezembro de 2018 Acervo 2

Escultura – 0.70 x 0.30
Foto Pedro Amora

“Que andor se atavia
naquela varanda?
É a Chica da Silva
A Chica-que-manda

Cecília Meireles – 1901- 1964
“Romanceiro da Inconfidência” Rio de Janeiro; Editora Nova Fronteira 1984

Como não obedecer a Chica que manda? Como chegar a um consenso: personagem/rainha e artista/criadora? Então, a coloquei sobre uma base de madeira torneada, dourada, com desenhos soltos, flutuantes – peixes… nuvens…folhas? Cores entre preto, ouro, cobre, prata. Cabeça feita em papier mâcher; rosto escuro como a noite, colagens de retalhos de antigo tecido Dèco, olhos sérios, pensativos, espertos. Envolvendo seu pescoço, echarpe de seda e grande flor de tecido aramado; na cabeça turbante com plumas e penas. Muitas “joias”, muitos brilhos … Chica era vaidosa; penso que concordaria com minha maneira de imagina-la.

2 comentários

  1. João Carlos Pecci disse:

    O clássico aprimorando o contemporâneo do futuro.

    • carolina disse:

      Oi João, vai ser muito bom conhecer sua mulher e filhinha!
      Chica da Silva, viveu no Tijuco, hoje Diamantina, Minas Gerais, em meados do século XVIII, onde os diamantes transbordavam do cascalho. É extraordinária a estória desta mulher; escrava ,foi comprada por um contratador português, de diamantes, que a alforriou e casou-se com ela, dando-lhe seu nome e enorme poder e riqueza.Nossa poetiza, Cecília Meirelles nos conta um pouco desta estória, em seu “Romanceiro da Inconfidência”
      […] Que andor se atavia
      naquela varanda?
      é a Chica – Silva:
      É a Chica-que-manda!

Deixe uma resposta