3.09.- NAMORADA DE ULYSSES

Artista Plástica

3.09.- NAMORADA DE ULYSSES

28 de dezembro de 2018 Acervo 2

Foto Pedro Amora
Pequena escultura- fruto de “garimpo”
037 x 027

Não uma perigosa sereia de voz maviosa, puxando, quem por desventura a ouvisse, para as profundezas do mar, mas uma gentil ninfa, figurinha de moça em bronze, pousada em um caramujo, deliciando-se nas frescas águas de uma cachoeira depois do encontro com o amado. Dois cavalos de renda, os colei na concha. A “onda” é de opaline.

2 comentários

  1. m. ignez disse:

    Mergulho na mágica da infância-sempre opulenta

  2. carolina disse:

    Verdade! Retalhos mágicos da infância! Penso neste tempo, mas não com lamúrias e sim com extrema gratidão pela abundância na qual vivi ; arte, música, fartura… Minha arte quer homenagear e dividir tudo isso, com o maior número possível de pessoas.

Deixe uma resposta